Seguros

 

Os seguros são indispensáveis na vida moderna. Sem seguros, a sociedade e a economia não evoluíam. O setor segurador dá a proteção e segurança que permite às pessoas viver o seu dia-a-dia e às empresas funcionarem, inovarem e prosperarem.

O exercício e os benefícios dos seguros nem sempre são entendidos.

Funcionam através da transferência de risco assente na mutualização, ou partilha de risco. Os prejuízos de poucos são liquidados pelos prémios de muitos, calculados a partir do risco.

Os seguros auxiliam pessoas e empresas a avaliar, gerir e reduzir os seus riscos.

Os segurados dispõem de um meio de transformar avultadas e inesperadas despesas, em reduzidos e exequíveis pagamentos. Sem seguros, as pessoas tinham grandes dificuldades em desenvolver as suas atividades devido aos elevados riscos financeiros a que estariam expostas.

Por exemplo, as pessoas estariam menos dispostas a criar o seu negócio, pois seriam inteiramente responsáveis pelos prejuízos decorrentes de um sinistro.

Sem um seguro teria também menor probabilidade de adquirir a sua própria casa.

Os seguros proporcionam, às empresas confiança e segurança para a sua gestão e desenvolvimento, permitindo-lhe operar e cumprir com as suas obrigações.

Por isso:

Antes de contratar um seguro deve:

  • Identificar claramente os riscos sobre os quais se quer segurar, para que possa encontrar a solução que melhor se adapte às suas necessidades, pois nenhum seguro o protege contra toda e qualquer situação de adversidade.
  • Ao adquirir um seguro através de um mediador certifique-se que este conhece bem o produto que está a comercializar e cumpre todas as exigências associadas à mediação de seguros.
  • Deve apresentar situações concretas que pretende ver garantidas. Solicite explicação detalhada das diversas coberturas e das vantagens e inconvenientes de cada uma, bem como o seu custo.
  • Perceber as franquias, exclusões ou restrições e como se aplicam.
  • Compreender os procedimentos a adotar em caso de sinistro, a forma e prazos de regularização dos mesmos.

Tenha presente que:

  • A seguradora onde contratou o seguro deve enviar-lhe toda a documentação referente ao seguro.
  • Ao receber a documentação deve ler com atenção todas as condições (gerais, especiais e particulares) do contrato de seguro. Nos termos legais, caso identifique a necessidade de alguma correcção, esta deverá ser comunicada por escrito, no prazo máximo de 30 dias para ser retificada.
  • As respostas e as informações aos questionários apresentados são da sua inteira responsabilidade. Deve responder claramente e de forma completa a todas as questões. Se o questionário for preenchido por outra pessoa, certifique-se, antes de assinar, que as respostas estão corretas.
  • Se fornecer informações incorretas ou omitir factos relevantes sobre qualquer circunstância relacionada com o contrato que vai celebrar ou com a reclamação de um sinistro, o seguro pode não funcionar.
  • O dever de informar a seguradora dos dados do risco que pretende segurar persiste durante a vigência do contrato. Se a informação prestada inicialmente se alterar, deve com a brevidade possível, dar conhecimento dessas alterações à seguradora sob pena do seguro não funcionar ou funcionar parcialmente em caso de sinistro.
  • Se não liquidar o prémio nos prazos previstos no aviso/recibo, a seguradora porá fim ao contrato.